SAÚDE NO TRABALHO

Nos dias de hoje em que o mercado de trabalho está mais competitivo, tentamos ser cada vez produtivos e aproveitando os abusos alimentares que foram feitos nesta época natalícia, vamos juntar o útil ao agradável, confuso? Passo a explicar, sabiam que o exercício físico para além de queimar as gorduras a mais também o ajuda a ser mais produtivo no trabalho?

Um estudo realizado pela Universidade de Leeds no Reino Unido indica que a prática de exercícios cardiovasculares como corrida, andar de bicicleta ou prática de remo, aumenta a produtividade em cerca de 15%. Esse aumento de produtividade deve-se pelos seguintes motivos:

  • Redução do número de faltas
  • Menos gastos com a saúde
  • Funcionários mais ativos e focados
  • Aumento de autoconfiança
  • Equilíbrio físico e mental
  • Redução do stress no trabalho

Estes motivos fazem com que no mundo empresarial os programas de Health Management estejam na moda uma vez que o investimento compensa, segundo a Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho, por cada euro investido em práticas de promoção da saúde no local de trabalho as empresas obtêm um retorno entre 2,5 e 4,8 euros, apenas pela redução dos custos relacionados com o absentismo.

O organismo europeu sublinha ainda que “apoiar um estilo de vida saudável é um esforço compensatório para todos, pois beneficia diretamente trabalhadores e empregadores, mas também a sociedade no seu todo, ao reduzir a sobrecarga para os sistemas de saúde”.

Fruta fresta à disposição, consultas de nutrição, aulas de ginástica laboral e subsídios para pagar a mensalidade do ginásio são algumas das regalias oferecidas pelas empresas que aplicam o programa de Health Managment, alguns exemplos de empresas que aplicam isso em Portugal são, Microsoft, Nestlé, Cisco Sistems e o Millennium BCP.

Segue um vídeo para vos motivar https://www.youtube.com/watch?v=zZGxihQIfI8.